top of page
Buscar
  • Foto do escritorDiogo Braga Crônicas

BEBÊ EMBRIAGADO (Crônica n° 75)

Minha segunda filha nasceu a poucos dias e algumas memórias esquecidas voltaram à tona. Alguns pequenos deleites que vivi na rotina com minha primeira filha e que tenho o prazer de reencontrar agora com a segunda.


E o que resta para os pais de um bebe recém-nascido? Só se agarrar a estes pequenos deleites, pois são verdadeiramente pequenos. Um bebezinho não interage, só faz cocô, mama, chora, baba, faz cocô de novo e tudo isso sem respeitar as normas sociais da madrugada, masss... Quando aquele serzinho com cara de joelho abre um sorrisinho é como se todas as noites mal dormidas nunca tivessem existido.


Particularmente, o meu pequeno deleite favorito é ficar observando a carinha dela logo após uma boa mamada. Se você nunca reparou, repare: o bebezinho logo após mamar fica com a cara do maior pinguço do bairro, como se tivesse tomado um porre de licor de alcatrão sabor cigarro. Fica, literalmente, MAMADO!


E quando isto acontece e vou botar o neném para arrotar, coloco ela em peézinho nos meus joelhos bem na minha frente pra ficar contemplando como se fosse a maior obra de arte do melhor museu. E fico lá horas só olhando aquele bebe "embriagado" com os olhos pesados e as bochechas maiores que o mundo pendendo para baixo.


Fico em uma espécie de bolha onde a velocidade do mundo moderno não me atinge. É uma forma de meditação que me faz lembrar a importância de desacelerar. É um recado do mundo vindo do lugar mais improvável: um "bebe embriagado".

20/08/2021 (Crônica n° 75)

Diogo Braga Crônicas



Crônicas em podcast, Spotify (Braga Crônicas), Instagram (@DiogoBragaCronicas) e Youtube (Braga Crônicas). Medium (@bragacronicas).



--- E se você se identificou ou gosta das histórias que eu conto, comenta, salva, compartilha, se inscreve, ativa as notificações, mostra pro coleguinha, faz tudo e me ajuda a espalhar a palavra! E se você quer compartilhar uma história sua comigo, me manda um e-mail para bragacronicas@gmail.com ou me envia um áudio pelo direct do instagram que é @diogobragacronicas.


No mais, meus votos de uma vida com gosto de açúcar nos lábios e até a próxima!


Diogo Braga.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

TODO GATO É MALVADO (Crônica n° 82)

“Todo gato é malvado!” Tento incutir na cabeça da minha filha de 4 anos. “Não é não, gato é bonzinho” ela responde me dando língua. É inocente quem pensa que os pais têm o poder absoluto de moldar a

TRADIÇÃO DE DIOGOS (Crônica n° 81)

Na minha família há uma tradição de Diogos. No caso, o nome mesmo. E meu pai, de nome Diogo, em um momento de curiosidade, contou, fez uns telefonemas para os familiares, primos próximos e distantes e

UVAS DESCOBRIDORAS (Crônica n° 80)

Comendo uvas, estava eu jogado e embriagado de sono na mesa do café. O pote de sorvete à minha frente, sem sorvete, apenas um cacho onde em cada gravetinho morava uma uva verde e eu, aleatoriamente, p

Comentarios


bottom of page