top of page
Buscar

TODO GATO É MALVADO (Crônica n° 82)

“Todo gato é malvado!” Tento incutir na cabeça da minha filha de 4 anos. “Não é não, gato é bonzinho” ela responde me dando língua. É...

TRADIÇÃO DE DIOGOS (Crônica n° 81)

Na minha família há uma tradição de Diogos. No caso, o nome mesmo. E meu pai, de nome Diogo, em um momento de curiosidade, contou, fez...

UVAS DESCOBRIDORAS (Crônica n° 80)

Comendo uvas, estava eu jogado e embriagado de sono na mesa do café. O pote de sorvete à minha frente, sem sorvete, apenas um cacho onde...

A RUA QUE NINOU MINHAS FILHAS (Crônica n° 79)

“Se essa rua, se essa rua fosse minha, eu mandava, eu mandava ela ninar”. Catava eu para minhas filhas andando pra lá e pra cá na varanda...

PEITO COMO ARMA (Crônica n° 78)

Estou com uma filhinha com um mês de vida. Não é fácil cuidar de um bebezinho tão pequeno. E a mulher sofre mais, claro, é ela que tem a...

OS ETS E A HUMANIDADE (Crônica n° 77)

“A humanidade desaprendeu a olhar para o céu”. Este é um argumento recorrente nestes documentários baratos sobre Extraterrestres e UFOs....

PANDEMIA DE DOIS ANOS (Crônica n° 76)

A pandemia COVID-19 está quase fazendo dois anos. Ninguém vai fazer festa, assar bolo ou soprar velinhas. É um aniversário insosso como o...

BEBÊ EMBRIAGADO (Crônica n° 75)

Minha segunda filha nasceu a poucos dias e algumas memórias esquecidas voltaram à tona. Alguns pequenos deleites que vivi na rotina com...

Pai em dobro (Crônica n°73)

Virei pai de novo. Em um dia estava brincando com Lílian, minha primogênita, e no outro zanzando pela casa ninando o bebê no colo, Diana,...

bottom of page